Bert Hellinger

Bert Hellinger, nasceu na Alemanha em 18 de Dezembro de 1925. É teólogo, filósofo e psicoterapeuta, considerado o criador das “Constelações Familiares”. Viveu e trabalhou durante 16 anos como missionário na África do Sul, junto a comunidade de Zulus. Após deixar a ordem religiosa, dedicou-se a formação terapêutica . Os estudos desenvolvidos por ele, que deram origem às Constelações Familiares, trazem aspectos da psicanálise, da terapia familiar, da análise transacional, da gestalt e da hipnoterapia.

Hellinger descobriu que a consciência não determina o certo e o errado, mas que está ligada a certas ordens pré-definidas, chamadas por ele de “ordens do amor”. O desenvolvimento posterior de seu trabalho levou-o a descobertas sobre a natureza do vínculo e da ordem dentro dos grupos humanos, de como o amor cego e as necessidades de vinculação, ordem e compensação regem de forma oculta questões familiares. Nos anos recentes, descreveu, ainda, padrões importantes relativos a relação de ajuda, chamados de “ordens da ajuda” e, ainda, sobre a postura básica fundamental do profissional que ajuda, dentro do contexto de seu trabalho.

A abordagem sistêmica de Bert Hellinger, está transformando a forma como olhamos para as dores e dificuldades em todos os âmbitos da vida humana: desde o relacionamento entre pais e filhos, as doenças, os sintomas físicos, a Pedagogia, a forma como é conduzido o processo terapêutico na Psicologia, até a forma de dirigir empresas, escolas e organizações e de conciliar os conflitos que são levados à justiça.

Em 2011, Bert Hellinger ganhou o Prêmio Nobel da Paz.