10 frases de Eva Torres sobre as Práticas Sistêmicas

A terapeuta Eva Torres conduz mensalmente mais de doze grupos terapêuticos, de Constelações Familiares e de Pathwork, em Florianópolis, Garopaba e Timbó. Confira frases trazidas por ela em grupos e workshops que nos fazem despertar “para um novo olhar para mesma vida”!

“Somente as crianças podem viver sempre de consciência leve. Ser adulto significa bancar a própria consciência pesada, deixando-se ser julgado, recriminado, acusado. Amar é, muitas vezes, sentir-se culpado”.

__ Evanilde Torres, sobre consciência leve e consciência pesada, à luz das Constelações Familiares, de Bert Hellinger

“Meu sentimento de gratidão em relação a minha vida e ao meu passado é tão grande que, por ele, eu consigo fazer um novo movimento. Então, me sinto digna”.

__ Evanilde Torres, sobre a dignidade que vem da gratidão, em grupo na Trindade, em Florianópolis

“Aquilo que não gostamos nos nossos pais é o que mais exercitamos em nós mesmos”!

__ Evanilde Torres, sobre honrar os pais, à Luz das Constelações Familiares, em grupo no Espaço Vera Barth, na Lagoa da Conceição.

“Como se ela fosse uma caixinha cheia de coisas boas, ruins, coisas não muito boas, nem muito ruins. Pegamos toda essa caixinha com tudo o que ela tem e a acolhemos no nosso coração. Só assim estaremos aptos ao sucesso”.

__ Evanilde Torres, sobre honrar a mãe, à luz das Constelações Familiares, em grupo no Espaço Vera Barth, na Lagoa da Conceição.

“Quando estamos em sofrimento é porque ou estamos conectados com o passado ou com o futuro. Nossa felicidade inexiste quando nos desviamos do instante. “Só quando eu me posiciono no aqui e no agora, na realidade, que eu posso ficar em paz e saber o próximo passo!”

__ Evanilde Torres, sobre a sabedoria das Constelações Familiares, em Garopaba, SC.

“Para realmente nos darmos conta do quanto especiais somos, temos que nos sentir muito iguais aos outros, muito comuns. Somente assim, nossa especialeza fica evidente”.

__ Evanilde Torres, sobre a sabedoria das Constelações Familiares, no Espaço Andreia Gattini, nos Ingleses, em Florianópolis.

“Quando o desejo se materializa na tela mental é porque a alma consegue consolidar”!

__ Evanilde Torres, sobre a sabedoria das Constelações Familiares, em grupo na Trindade, em Florianópolis.

“Não há dom, nem dor que se iguale à vida. Ela pulsa e quando pulsa tudo é possível”.

__ Evanilde Torres, sobre a sabedoria das Constelações Familiares, em encontro no Estreito, em Florianópolis.

“Tem coisas que apenas “são” independente de eu concordar com elas ou não. E se a vida se movimenta para eu vivenciar algo e eu estiver de acordo, então o amor flui”.

__ Evanilde Torres, sobre a sabedoria das Constelações Familiares, em encontro na Trindade., em Florianópolis.

“A gratidão é um grande exercício de humildade”!

__ Evanilde Torres, sobre a gratidão, em Workshop, na Hotel Maria do Mar, em Florianópolis.

Parábola do Sal

O velho Mestre pediu ao seu jovem discípulo, que estava muito triste, que enchesse a mão de sal, colocasse o sal em um copo d’Água e bebesse.

– Qual é o gosto? – perguntou-lhe o Mestre.

– Forte e desagradável – respondeu-lhe o jovem aprendiz.

O Mestre sorriu e pediu para o rapaz que enchesse a mão de sal novamente.
Depois, conduziu-o silenciosamente até um lindo lago, onde pediu ao jovem que jogasse o sal. O velho Sábio então lhe disse:

– Beba um pouco de água.

Enquanto a água escorria pelo queixo do jovem, o Mestre perguntou-lhe:

– Qual é o gosto?

– Agradável – disse o rapaz.

– Você sente o gosto do sal? – perguntou-lhe o Mestre.

– Não . – respondeu-lhe o jovem.

O Mestre e o rapaz sentaram-se e contemplaram a linda paisagem. Depois de alguns minutos, o Sábio falou ao rapaz:

-A dor existe. Mais o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor na alma, deve aumentar o sentido de tudo o que está à sua volta. Temos de deixar de ser do tamanho de um copo e tornarmos-nos um lago grande, amplo e sereno.
Zen-Budismo.